Você está aqui: Capa » Colunas » Palavra Pastoral » O altar está conectado com o trono

O altar está conectado com o trono

No livro de Apocalipse 8.1-6 temos um dos relatos mais estupendos da Bíblia. Trata-se da  abertura do sétimo selo e os preparativos para o toque das sete trombetas. Os selos falam da perseguição que o mundo impõe ao povo de Deus e as trombetas do juízo de Deus ao mundo que persegue a igreja. Esse juízo vem em resposta às orações da igreja e também vem misturado com a misericórdia. Ou seja, as trombetas falam de um chamado veemente de Deus ao arrependimento.

É notório que, antes das trombetas tocarem, um silêncio de trinta minutos é estabelecido no céu (Ap 8.1). Alguns estudiosos entendem que esse silêncio acontece em virtude das orações dos santos que sobem do altar para o trono. O céu fica em  silêncio quando a igreja ora na terra. Não há nada mais revolucionário do que a oração. Ela move o céu e a terra. Deus é soberano e tem o controle da História em suas mãos. Nada acontece por acaso. Os acontecimentos não seguem um destino cego nem um determinismo estóico. As coisas que devem acontecer estão rigorosamente traçadas pela agenda de Deus. Elas acontecem por determinação divina. As coisas acontecem em resposta às orações da igreja. Quando a igreja ora, ela se torna co-regente com o Deus vivo no estabelecimento do seu reino. Somos cooperadores com Deus na realização do seu glorioso projeto.

Algumas verdades merecem ser destacadas à luz de Apocalipse 8.1-6.

1. A oração é um privilégio de todos os santos e não um dom espiritual apenas para alguns crentes (Ap 8.3) – É um grande equívoco pensar que existe um dom especial de oração reservado apenas a algumas pessoas privilegiadas e que algumas pessoas têm mais acesso a Deus do que outras. As orações são oferecidas a Deus não por uma elite espiritual, mas por todos os santos. Não existem pessoas poderosas na oração nem orações poderosas de pessoas especiais. Existem as orações de todos os santos que sobem do altar para o trono, ao Pai, por meio do Filho, no poder do Espírito Santo.

2. A oração que sobe do altar para o trono precisa ser precedida pelo fogo do Espírito (Ap 8.4) - A fumaça do incenso não pode subir do altar para o trono sem que antes o fogo seja aceso no altar. O que faz a fumaça do incenso subir é o fogo do altar. Assim, também, não há fervor espiritual na oração sem que o fogo do Espírito inflame os nossos corações. A oração não é uma mera repetição de palavras frias e vazias. Ela deve partir dos lábios de um crente que está em chamas. A oração brota de um coração aquecido e dos lábios de alguém que foi tocado pela brasa viva do altar. O fogo do altar não podia ficar apagado. As cinzas precisavam ser removidas. Esse fogo, porém, não é fogo estranho, fabricado na terra. O fogo estranho é condenado por Deus. Ele tem brilho, mas não calor. Ele tem aparência de fogo, mas não aquece os corações nem os leva à adoração verdadeira. O fogo estranho é abominável para Deus e gera morte, mas o fogo do Espírito é aceitável diante de Deus e produz vida.
3. A oração dos santos é o instrumento usado por Deus para manifestar suas intervenções na História (Ap 8.5,6) – O incenso que subiu do altar para o trono, símbolo das orações dos santos, foram lançadas do trono para a terra e houve trovões, vozes, relâmpagos e terremotos. Imediatamente as trombetas do juízo misturado com a misericórdia começaram a tocar. Quando a Igreja ora, Deus age poderosamente. Quando a terra se dobra em oração, os céus se movem em intervenção. Aprouve a Deus, na sua soberania, intervir na História em resposta às orações do seu povo. Quando oramos, estamos nos unindo Àquele que está assentado no trono e governa os destinos dos povos. Nenhuma força é tão poderosa na terra quanto à oração da igreja. Nenhuma coisa produz tanto efeito no céu quanto a oração dos santos. Orar é dar as mãos Àquele que tem tudo sob seu controle e domínio. O altar está conectado com o trono e é do trono que procedem as intervenções soberanas de Deus na História.

Este artigo foi visualizado: 911 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top