Você está aqui: Capa » Colunas » Palavra Pastoral » Bênçãos e perigos do dinheiro

Bênçãos e perigos do dinheiro

O dinheiro é uma bênção, mas pode também ser um perigo. Ele pode nos ajudar ou nos destruir. Ele pode ser o veículo para a prática do bem ou a razão para o egoísmo mais repugnante e as práticas mais ensandecidas. Vamos examinar à luz da Palavra de Deus.

1. As bênçãos a respeito do dinheiro – Salomão, um dos homens mais ricos da história, escreveu que “o dinheiro atende a tudo” (Ec 10.19). Ele pode ser usado para  o bem ou para o mal. O dinheiro em si mesmo é neutro. O que determina se ele vai ser bênção ou maldição é a  atitude que temos em relação a ele. A Bíblia nos diz que Deus é quem nos dá forças para adquirirmos riqueza (Dt 8.18). Também nos diz que riquezas e glórias vêm de Deus (1Cr 29.12). Diz ainda que a bênção do Senhor enriquece e com ela não traz desgosto (Pv 10.22). A Palavra de Deus diz que na casa do justo há prosperidade e riqueza (Sl 112.3). A Bíblia nos fala de homens ricos que foram piedosos, como Abraão (Gn 24.35), Jó (Jó 1.3) e Salomão (2Cr 9.27). O dinheiro, por sua vez, oferece ao rico grandes oportunidades de fazer o bem. Paulo recomendou aos ricos do seu tempo a serem ricos na prática  das boas obras (1Tm 6.17,18). É através do dinheiro que muitas instituições humanitárias são sustentadas e muitas pesquisas importantes para a preservação da vida são viabilizadas. É através do dinheiro que podemos construir templos, escolas e hospitais. É através do  dinheiro que podemos dar pão ao que tem fome e vestes ao nu. É através do dinheiro que podemos manter programas missionários e obreiros no campo. É através do dinheiro que podemos oferecer uma vida digna para a nossa família e ainda estender a mão para socorrer o nosso próximo em suas necessidades.

2. Os perigos a respeito do dinheiro – O apóstolo Paulo diz que o amor ao dinheiro é a  raiz de todos os males (1Tm 6.10). Jesus disse que o dinheiro é mais do que uma moeda de transação financeira; ele é um ídolo, ele é Mamom (Mt 6.24). Aqueles que querem ficar ricos e olham para o dinheiro com usura e ganância caem em tentação, e cilada, e em muitas concupiscências insensatas e perniciosas, as quais afogam os homens na ruína e perdição (1Tm 6.9). O dinheiro  é uma bênção quando ele está em  nossa mão, mas um grande perigo quando está em nosso coração.

O coração não é um lugar apropriado para guardar o dinheiro. A Bíblia não condena o fato de você possuir dinheiro, mas alerta você sobre o perigo do dinheiro possuir você. O  dinheiro é bom quando nós o usamos para fins legítimos e não quando ele nos usa para propósitos reprováveis. O dinheiro é um bom servo, mas um péssimo patrão. Ele deve estar a nosso serviço e não nós a serviço dele. A Bíblia diz que o dinheiro exclui Deus da nossa alma. Não podemos amar a Deus e as riquezas ao mesmo tempo (Mt 6.24). O jovem rico preferiu sua fortuna à sua salvação (Mc 10.21,22). O amor ao dinheiro nos faz  esquecer de Deus (Dt 8.13,14). A fascinação da riqueza nos impede de crescer espiritualmente e de frutificarmos para a glória de Deus (Mt 13.22). O amor ao dinheiro produz uma insatisfação crônica na alma. Diz a Palavra de Deus: “Quem  ama o dinheiro jamais dele se farta” (Ec 5.10).               O dinheiro é o combustível que alimenta os esquemas de corrupção nos palácios, a mola mestra dos cartéis do crime organizado, a principal razão de muitos assassinatos, seqüestros, assaltos, falcatruas, casamentos, divórcios, brigas e contendas familiares.

Jesus nos ensina a ajuntar o nosso tesouro no  céu, onde ladrões, nem traça nem ferrugem podem destruí-lo, pois onde estiver o nosso tesouro, ali também estará o nosso coração (Mt 6.20,21). Devemos adorar a Deus, amar as pessoas e usar o dinheiro, em vez de amarmos o dinheiro, usarmos as pessoas e nos esquecermos de Deus.

Este artigo foi visualizado: 913 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top